Qual o conceito de entidade filantrópica?

Quando começasse a procurar saber mais sobre ONGs e suas diversas formas de se fazer, muitas dúvidas surgem na nossa cabeça, algumas delas estão bastante relacionadas a termos que vamos conhecendo no decorrer desse processo.

Para quem ainda não sabe, ONG nada mais é do que uma Organização Não Governamental, que são aquelas entidades que, por mais que sejam de cunho privado, não exercem funções com a finalidade lucrativa, ou seja, não visam o lucro no final de suas ações, mas sim o bem estar social.

Elas são conhecidas como Entidades do Terceiro Setor. Porque? Porque elas ocupam, justamente, esse posicionamento: atuam onde o braço Estatal não consegue chegar. uma ONG pode atender as mais diversas frentes como educação, bem estar social, projetos ambientais, de cunho financeiro, entre outras.

Aqui no Brasil, para que seja possível a abertura de uma ONG, é necessário que você esteja reunido entre amigos que praticam do mesmo ideal, se forma voluntária e que registrem essas ações, documentando-as.

Dentre os termos novos que aparecem na nossa sede por conhecimento, está a Filantropia. Mas afinal de contas, o que quer dizer entidade filantrópica?

Qual o conceito de Entidade Filantrópica?

Assim como nós dissemos acima, a Entidade Filantrópica também atua sem a visão do lucro final. Podemos chamar de entidade filantrópica toda aquela associação ou fundação que tem como propósito a produção de bens variáveis como assistência familiar, à maternidade, à infância, adolescência e também na hora da velhice.

Ela também visa promover a igualdade entre as raças e os semelhantes, fazendo programas de inclusão entre pessoas com deficiência e até a integração ao mercado de trabalho.

Como ser reconhecida como entidade filantrópica?

Essa é uma das maiores perguntas relacionadas ao tema. Para que você consiga ser reconhecido como, é necessário que um órgão governamental comprove as atividades que vocês vem desempenhando… Para isso, são necessários, ao menos, três anos de atividade em  prol dessas pessoas que vivem às margens da sociedade.

Também, nessa modalidade, não é permitido dividir os lucros e nem remunerar os dirigentes. Por fim, para que ela consiga esse título, ela precisará ter alguns certificados. são eles:

  • Declaração de Utilidade Pública (sendo que essa possa ser federal, estadual ou até municipal)
  • Entidade Beneficente de Assistência Social, que somente será cedido pelo conselho Nacional de Assistência Social, o conhecido CNAS.

E você? Ficou ainda com alguma dúvida? Escreva para a gente nos comentários!