7 ONGs que auxiliam crianças e adolescentes com câncer no Brasil

ONGs que lutam contra câncer infantil

As taxas de incidência do câncer infantil aumentaram nos últimos anos, mas com o avanço nas pesquisas e devido ao apoio de ONGs que auxiliam crianças e adolescentes com câncer, o índice de sobrevivência também subiu.

Em geral, contando apenas com o auxílio financeiro de doadores individuais, essas organizações conseguem dar suporte emocional, financeiro e medicamentoso a muitas crianças. Muitas delas se engajam em pesquisas, enquanto outras promovem o divertimento e a auto-estima necessários à infância, para superar o câncer com força e determinação.

Separamos 7 ONGs que realizam essa difícil tarefa e que são reconhecidas por sua idoneidade e dedicação no combate ao câncer infantil em sua região e no Brasil. Confira!

Relevância das ONGs que auxiliam crianças e adolescentes com câncer

No Brasil estima-se que ocorram mais de 12 mil casos de câncer infantil em 2018. E, conforme pesquisa realizada pela Agência Internacional para a Pesquisa do Câncer em 19 países,  entre os anos de 1970 e 1990 houve um aumento de cerca de 1% ao ano em casos infantis e de 1,5% ao ano no número de casos entre os adolescentes, demonstrando uma tendência ao crescimento dos casos anualmente.

Segundo a Agência, de 2001 a 2010 foram diagnosticadas 215 mil crianças e 85 mil adolescentes com câncer em um total de 68 países. O número assusta porque a taxa de crescimento aponta para diversos fatores que não são sanados facilmente.

Além disso, a mesma organização revelou que em países em desenvolvimento, a ocorrência chega a ser de até 5 vezes mais em relação aos países desenvolvidos, devido a incidência de outras doenças, como a Malária e o vírus HIV.

Outro dado preocupante é que os países em desenvolvimento também apresentam menores percentuais de chances de sobrevivência.

Se nos países desenvolvidos o nível de sobrevivência pode ser elevado até 80%, em países com menor grau de desenvolvimento, o percentual pode chegar a apenas 10% devido à ausência de medicamentos, equipe especializada e multidisciplinar, equipamentos específicos e até pelo baixo nível de diagnósticos obtidos.

No caso do Brasil, um país de terceiro mundo, a limitação da atuação da saúde pública em relação ao combate ao câncer infantil impacta diretamente a possibilidade de sobrevivência das crianças e adolescentes.

Por essa razão, as ONGs que atuam com esse objetivo são de extrema importância para permitir a identificação e superação da doença.

Conheça algumas delas:

1. Abrace

A Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias foi considerada uma das 100 melhores ONGs do Brasil pela Revista Época em 2017.

É uma organização composta somente por voluntários, que presta assistência social à crianças e adolescentes com câncer e doenças hematológicas.e suas famílias, como diz seu nome.

A entidade atua oferecendo subsídios como a Casa de Apoio para Crianças que vão até Brasília para o tratamento, fornecendo também alimentação, transporte, medicamentos e palestras sobre a doença para os pacientes e seus familiares.

Essa organização contribuiu para que o índice de cura da doença aumentasse de 50% para 70% no Distrito Federal.

2. GRAAC

Também conhecida nacionalmente, o Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer é uma instituição sem fins lucrativos nascida em 1991. Possui um hospital próprio desde 1998 que atua em parceria técnica com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e atende a mais de 3500 pacientes por ano.

Essa organização, além de diagnosticar e tratar o câncer infantil, também investe em pesquisa na área e visa aumentar as chances de cura da doença. Também foi considerada em 2017 uma das 100 melhores ONGs pela Revista Época.

3. Casa HOPE

Essa instituição filantrópica trabalha oferecendo apoio biopsicossocial e educacional aos menores de 18 anos portadores de câncer e transplantados de fígado, medula óssea e rins, e que não possuem condições financeira de arcar com os gastos do tratamento médico.

A Casa HOPE é um centro de referência que tem o intuito de proporcionar uma rotina normal à criança, custeando desde moradia e alimentação, até o vestuário, terapia ocupacional, educação e passeios culturais para aqueles que vão até São Paulo em busca do tratamento da doença.

4. GPaci

O Grupo de Pesquisa e Apoio ao Câncer Infantil é uma instituição com sede na cidade de Sorocaba, nascida em 1983. Atua com um Hospital filantrópico que realiza o atendimento médico e multiprofissional das crianças e adolescentes com câncer e doenças sanguíneas, garantindo o tratamento de famílias de baixa renda.

A instituição busca formar e capacitar profissionais, multiplicando os conhecimentos obtidos a fim de impactar de forma geral na saúde infantil do país. Sem fins econômicos, a instituição conta com apoio de universidades parceiras, empresariado e voluntários da comunidade para seu funcionamento.

5. Casa Durval Paiva: CACC

Certificada com o Selo Doar “A” de gestão e transparência, a Casa Durval Paiva de Apoio à Criança com Câncer nasceu em 1995 após a família receber ajuda de uma entidade similar nos EUA.

Hoje a Casa atende aos casos oncológicos e hematológicos do Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará, Pernambuco e Sergipe.

São mais de 100 especialistas multidisciplinares que contribuem para o resgate da cidadania e da dignidade dos pacientes e familiares que enfrentam a luta contra o câncer infantil. Ela também foi considerada uma das 100 melhores ONGs brasileiras segundo a Revista Época. A CACC possui um aplicativo que facilita informações e também permite realizar doações de forma simplificada.

6. Casa Ninho

Essa organização visa dar apoio à criança carente e em tratamento oncológico. Ela atua evitando a internação desnecessária dos pacientes, ao oferecer acomodação para familiares e crianças que são encaminhadas de outros estados para receber tratamento em São Paulo.

A Casa Ninho recebe doações de roupas, vestuário, brinquedos, utensílios domésticos, eletroeletrônicos e até objetos de decoração visando manter em funcionamento a casa existente em funcionamento e agradável para a recepção das pessoas em tratamento.

7. Cabelegria

Diferente das ONGs anteriores, a Cabelegria atua levando sorriso e auto estima para as crianças que estão passando pelo tratamento do câncer por meio da doação de perucas.

Além de receber doação de cabelos, confeccionar e doar as perucas feitas, também conta com a “adoção de perucas”, em que pessoas podem custear o valor da produção de uma delas.

O Cabelegria tem o objetivo de estender o banco de perucas da América Latina, para que as pessoas afetadas por doenças que provocam a queda de cabelo possam escolher, entre diversas opções, a que mais lhe agradar. Até hoje a Cabelegria já doou 5314 perucas para crianças e adolescentes com necessidade.

Gostou de conhecer mais sobre ONGs que auxiliam crianças e adolescentes com câncer? Aproveite e clique aqui para conhecer 5 ONGs que ajudam a preservação da Amazônia.