A SC Johnson e Fundação Abrinq se unem para ajudar na educação de crianças carentes

SC Johnson e Fundação Abrinq se juntaram para trabalhar pela educação no Brasil

As Empresas pertencentes ao grupo SC Jonhson – Raid, Baygon e OFF! – e a ONG firmaram uma parceria para garantir a formação de professores. Assim, crianças terão acesso à educação visando um futuro melhor e próspero.

No acordo, as três empresas pertencentes ao grupo SC Johnson se comprometeram a doar 1 milhão de reais para os projetos educacionais da Fundação Abrinq.

Já falamos aqui no blog sobre a importância dos projetos educacionais da fundação Abrinq no Brasil. A ONG está entre uma das maiores ongs e mais influentes do país e seu papel é fundamental na ajuda a famílias que possuem dificuldade em acessar educação de qualidade. Sendo assim, vamos apresentar mais um projeto da Fundação Abrinq que é vital para o desenvolvimento de educação de qualidade no Brasil: o Observatório da Criança e do Adolescente.

Projeto de destaque

Um desses projetos de destaque é o Observatório da Criança e do Adolescente. Um espaço virtual onde é possível consultar, em uma única plataforma, dados relacionados à infância e adolescência no Brasil.

O principal objetivo é organizar as informações e facilitar o acesso a bases de dados de diversas fontes, sejam elas púbicas ou privadas, sobre a população, qualidade de vida e bem-estar de crianças e adolescentes. Assim, o Observatório da Criança e do Adolescente permite que seja realizada uma análise da evolução das políticas sociais que estão envolvidas nessa etapa da vida.

Além disso, essa plataforma também funciona como uma forma mostrar que é possível implementar políticas públicas diferentes das que existem atualmente e, essas ações, podem representar um futuro melhor para crianças e adolescentes do Brasil.

O público-alvo do Observatório são formadores de opinião, pesquisadores, gestores públicos e demais pessoas que queiram buscar informações sobre a realidade a realidade e os problemas sociais que mais afetam as crianças e os adolescentes no país.

É possível encontrar todas as informações publicadas no Observatório da Criança e do Adolescente neste link.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *