10 Opções de trabalho voluntário para você se animar

Estamos vivendo dias cada vez mais difíceis. Em tempos onde a guerra e o dinheiro valem mais do que qualquer coisa, inclusive mais do que a vida humana, chegou a hora de nos unirmos em prol ao outro. E é exatamente sobre isso que esse post fala.

Por esse motivo a importância do Terceiro Setor tem se tornado cada vez maior. Para quem não sabe, este é formado por entidades não governamentais e que não possuem fins lucrativos. Apenas trabalham para melhorar um pouco do quadro de pobreza que existe em nossa sociedade.

Lembrando que quando menciono pobreza, eu vou além do significado literal da palavra. O ser humano para ser pobre não precisa carecer apenas de dinheiro, mas de cultura, esportes, saúde, enfim. A sociedade sente falta de muitas necessidades básicas, e para isso podemos contar com organizações que trabalham para ajudar a supri-las.

Então para as pessoas interessadas em trabalho voluntário, trouxemos aqui uma lista com dez opções de trabalhos voluntários para que você possa se decidir.

1 – Padrinho nota 10

Existem várias formas de se ajudar as nossas crianças, tanto as que se encontram abandonadas pelas ruas sem país, como as que mesmo com família ainda passam por necessidades.

Uma dessas opções é por meio dos donativos que você pode entregar nos orfanatos, ou você pode escolher uma criança específica e apadrinhá-la.

Se você prefere colocar a mão na massa, você pode trabalhar como voluntário em alguma instituição. Se quiser saber qual escolher pode dar uma pesquisada no site padrinho nota 10 e buscar por lugares próximos a você.

2 – Família acolhedora

Ainda falando de crianças, com este projeto você pode se cadastrar em uma lista para receber uma criança em sua casa durante um tempo.

Essas crianças ou adolescentes podem estar passando por um período muito difícil com sua família.

Para participar deste você precisa estar em condições financeiras estáveis, ter entre 25 e 55 anos e não ter nenhum tipo de passagem pela polícia.

3 – Entrega por SP

Esse acontece, especificamente, na cidade de São Paulo. Um grupo de pessoas que conjuntamente recolhem doações e se encontram para sair distribuindo para os moradores de rua.

Se você não mora em São Paulo, não se preocupe! Tenho certeza que se você der uma passadinha na prefeitura da sua cidade e se informar sobre obras de caridade que aconteçam por aí.

4 – Pimp My Carroça

Esse é um projeto bem diferente, porém não menos importante. Através dele você pode oferecer qualquer tipo de ajuda voluntária para os catadores de rua.

Você é médico e tem um consultório, fique à vontade para oferecer uma consulta, ou gosta de cozinhar? Porque não oferecer umas quentinhas para essas pessoas tão trabalhadoras.

Mas como o nome do próprio projeto já diz, a ideia aqui é pôr em evidência essas pessoas sofridas. Então se você souber fazer uns grafites bacanas, pode ajudar a pintar suas carroças.

5- Teto

O trabalho aqui é auxiliar na construção de moradias decentes para pessoas que necessitam.

Existem várias formas de participar como voluntário, seja para ajudar nas construções ou com o ensino da prática em si.

6 – GRAACC

Talvez este você já conheça, esse é o famoso grupo de apoio para crianças e adolescentes com câncer.

7 – Viva e deixe viver

Essa ONG trabalha por todo o Brasil, e o seu objetivo é incentivar a leitura e a cultura.

O trabalho aqui consiste em contar histórias, leitura e brincadeiras para qualquer lugar e qualquer idade.

8 – Clube dos vira-latas

Com tantos cachorrinhos abandonados pela rua, também podemos desprender a nossa atenção para ajuda-los, não é mesmo?

9 – Cãominhada

Ainda no seguimento dos cãezinhos, esse projeto acontece na cidade de São Paulo e consiste em levar os cachorrinhos para passear aos domingos.

10 – Patas Therapeutas

E se o voluntário na verdade fosse o seu cachorro? Sim, basta participar deste projeto, onde o seu cachorro passará por um treinamento para poder visitar hospitais e asilos.

Agora que você conheceu alguns dos tipos de trabalho comunitário que você pode fazer, que tal arregaçar as mangas e mãos a obra?