Diferentes formas de captação de recursos para ONGs

Houve um tempo em que as organizações dependiam quase que exclusivamente de alguns poucos doadores. Esses normalmente eram grandes empresas que bancavam seus projetos sociais. Porém, houve uma drástica diminuição neste tipo de captação de recursos, o que acabou levando muitos gerenciadores a buscarem novas fórmulas para conseguirem manter seus ideais de voluntariado.

As entidades, então, deixaram de ser apenas receptivas e tornaram-se mais ativas. Passaram a buscar seus doadores, levando seus projetos para pessoas que poderiam vir a se interessar em mantê-los funcionando.

O foco deixou de ser apenas em grandes empresas, e as pessoas físicas passaram a ser levadas em consideração.

E porque não? Os brasileiros são pessoas engajadas e tem uma tendência de abraçar esse tipo de causa, desde que sintam uma identificação com a causa em questão.

Para tais feitos, as ONGs precisaram se adaptar as mais variadas imprevisibilidades. Um exemplo é de forma desses futuros potenciais doadores poderiam ser abordados, o que eles esperariam de uma organização? Como fazê-lo conhecer o projeto e sentir empatia por ele?

Em meio a este processo de transição, muitas coisas foram absorvidas, como o trabalho com o Marketing. Os colaboradores precisaram se profissionalizar para conseguir atingir os mais diversos tipos de pessoas que poderiam vir a ser doadores, mas que tinham muitas visões diferentes, por tanto deveriam ser métodos de abordagem diferentes também.

Como é a captação de recursos

Não se limite a ideia única de pedir dinheiro! Manter uma ONG pode ir além disso… Afinal de contas dependendo do trabalho que você for realizar nem só o dinheiro poderá ser útil.

Você pode precisar de trabalho voluntário, além de outras espécies de doações, como roupas, alimentos, brinquedos, ração, enfim.

Por isso a organização é primordial durante todo o processo de captação de recursos. Tenha sempre em mente quais são as reais necessidades do momento para que você busque exatamente o necessário.

Procure organizar em bancos de dados os nomes das pessoas que já te ajudam ou ajudaram e atualize constantemente esses dados.

Formas de captação de recursos

Pessoas

É preciso tornar seus doadores parte do seu voluntariado. Mantenha-os sempre por dentro do que acontece e crie esse vínculo. Dessa forma ele sempre se sentirá no dever de ajudar.

Instituição

Tenha em seu rol de colaboradores diretos, pessoas que conheçam e se sintam identificadas com a causa da sua organização.

Dessa forma, essas pessoas ao entrarem em contato com os seus doadores representarão a causa com excelência fazendo com que as pessoas sejam motivadas a fazer suas doações.

Venda de produtos ou serviços

Essa é uma das formas mais utilizadas pelas organizações para captação de recursos. Os próprios colaboradores podem confeccionar os produtos a serem vendidos, como artesanatos realizados em oficinas.

Eventos

Essa é uma ótima forma de promover as ações da organização assim como aproximar a comunidade do ONG.

Mala direta/Telemarketing

É uma maneira muito utilizada, porém é preciso se atentar ao fato de que as pessoas que receberão as malas diretas serão muito diferentes entre elas. Por tanto é preciso personalizar para que cada tipo de doador receba uma mala direta de acordo com o seu perfil.

E-mail marketing

Estabeleça um vínculo com seu doador enviando periodicamente e-mails contando as novidades relacionadas ao seu projeto, é muito eficaz e o método mais utilizado.

Face-to-face

Ou “cara a cara” em tradução livre, como o próprio nome já diz, é pedir doações pessoalmente.

Tem se tornado um método muito comum e utilizado, abordar pessoas na rua de maneira cortês e pedir alguns minutos para discorrer um pouco sobre o projeto e suas causas e solicitar ajuda.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *