Conheça as principais Ongs que ajudam refugiados no Brasil

Ongs que ajudam refugiados no brasil

A quantidade de pessoas obrigadas a deixar seus lares e países por causa de conflitos étnicos, políticos e  religiosos aumenta a cada dia, pensando nisso listamos as principais Ongs que ajudam refugiados no Brasil.

Segundo dados publicados pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, de acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), foram registrados no primeiro semestre de 2016 o total de 3,2 milhões de pessoas forçadas a saírem de onde residiam devido a conflitos ou a perseguições.

Dentre esses 3,2 milhões, 1,5 milhão são refugiadas ou solicitantes de refúgio. Aumentando, portanto, para 16,5 milhões o número de refugiados sob mandato do Acnur.

No Brasil, segundo o Ministério da Justiça foram reconhecidas 9.552 refugiados, sendo 713 chegadas por reassentamento e 317 tendo sua condição de refugiado estendido por algum familiar.

Devido a esse senários algumas Organizações foram surgindo aqui no país buscando auxiliar esses indivíduos, neste post  listamos as principais Ongs que ajudam refugiados no Brasil.

 

1 – ADUS

Instituto de Reintegração do Refugiado, fundado em 2010, é uma organização sem fins lucrativos que busca reinserir os refugiados localizados em São Paulo na sociedade.

O Adus oferece aulas de português, cursos de qualificação profissional, apoio psicológico, inserção no mercado de trabalho, instrução e preparação em empreendedorismo e ações culturais.

Além de promover os projetos conectadus, e denominado sabores & lembraças, que tem como missão incorpora os refugiados no mercado de trabalho.

 

2 – CÁRITAS BRASILEIRA

A Cáritas Brasileira, fundada em 1956, faz parte das 164 organizações- membros da Rede Cáritas Internacional.

No Brasil ela é um organismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), organizada em uma rede com 183 entidades-membros, 12 sedes regionais e uma nacional, atuando em 450 municípios.

Sendo ela uma das Ongs que ajudam refugiados no Brasil, os aconlhendo e integrando por meio de suas unidades no Rio de Janeiro e em São Paulo.

3 – ACNUR

Agência da ONU para Refugiados, no Brasil possui seu escritório central em Brasília e unidades descentralizadas em São Paulo, Manaus e Boa Vista.

Atuando em conjunto com o CONARE, governos federal, estaduais e municipais, além de outras instâncias do Poder Público, proporciona proteção do governo brasileiro.

Como resultado o refugiado consegue obter documentos, trabalhar, estudar exercendo os mesmos direitos que os demais cidadãos estrangeiros legalizados no país.

4 – MISSÃO PAZ

Missão paz é uma instituição filantrópica, fundada em 1930, pelos Missionários de São Carlos (Scalabrinianos), fazendo parte da Scalabrini International Migration Network (SIMN).

Oferece serviços de documentação, apoio jurídico, assistência social, atendimento psicológico e de saúde, assim como educacional, com cursos de português, palestras interculturais e cursos profissionalizantes.

Além disso, faz mediação de trabalho entre empresas e imigrantes, e se empenha na prevenção de trabalho escravo, acolhida e proteção das vítimas.

5 – COMPASSIVA

Dentre tantas Ongs que ajudam refugiados, a Compassiva merece destaque. Ela teve seu início em 1998, junto com o Projeto 242, a partir de ações sociais para crianças em situação de rua, usuários de drogas, travestis e famílias da comunidade local.

O nome termo ‘Compassiva’ foi criado Em 2005, mas oficializado somente em 2010, sendo definitivamente registrado em 2014 a jurídica Associação Compassiva.

Atualmente a Ong que atende crianças, adolescentes e refugiados em situação de vulnerabilidade na cidade de São Paulo, oferecendo cursos e atividades socioeducativas, envolvendo esportes, artes e cultura

6 – MUNGAZI

É uma das Ongs de ajuda humanitária apartidária e laica, criada em 2015 pelo professor Omana Petench, refugiado do Congo.

A Ong busca apoiar os refugiados na sua adaptação aqui no Brasil, oferecendo integração através de cursos da cultura e gastronomia africana, ministrados por refugiados.

Segundo a Mungazi os cursos funcionam como uma ponte, na qual é possível dar e receber conhecimento, preservando a história africana no Brasil.

Nossa campanha está no ar!Saiba mais sobre o projeto do Centro Cultural para Crianças Refugiadas em São Paulo. Visite a nossa campanha no Kickante e compartilhe com seus amigos! https://www.kickante.com.br/campanhas/mini-centro-socio-cultural-para-criancasJuntos podemos fazer a diferença!

Posted by Mungazi – Apoio ao Refugiado on Saturday, August 19, 2017